17 de julho de 2006

0

Ana Carolina está cheia de 'maldades' para sua estréia no 'Saia Justa'

Posted in

SÃO PAULO - No que depender das integrantes do programa "Saia Justa", Mônica Waldvogel, Betty Lago, Márcia Tiburi e as novatas Maitê Proença e Ana Carolina, a diversão está garantida. Pela primeira vez, nesta segunda-feira na São Paulo Fashion Week, o quinteto se reuniu para falar sobre o programa que irá reestrear dia 2 de agosto, com novo formato e novos quadros.

As cinco 'saias' deram uma prévia dos assuntos que serão abordados e, em meia hora de bate-papo, prometeram levar mais polêmica e irreverência ao programa.

No lounge do canal GNT, as apresentadoras se mostraram empolgadas e foi difícil manter a ordem durante a coletiva. A começar pela própria diretora do canal, Letícia Muhana, que iniciou a entrevista explicando como seria trabalhar com cinco mulheres juntas numa sala.

- Se vocês achavam que com quatro já era difícil manter um diálogo normal, com cinco então será a maior encrenca - divertiu-se.

Os assuntos polêmicos começaram antes mesmo da estréia do programa.

- Eu estou aqui disposta a bater nelas. Não vejo a hora de começar, pois estou cheia de maldades - disse taxativa a cantora Ana Carolina.

Em seguida Bety Lago, sentada ao lado de Maitê Proença, anunciou que iria imediatamente tingir os cabelos.

- Vou pintar meus cabelos amanhã, pois não vou deixar a Maitê ser a única loura do programa  brincou.

Nos bastidores desta reunião de cinco mulheres cheias de idéias e opiniões diferentes está o diretor Nilton Travessos, único homem do grupo.

- Primeiro estou procurando aprender como conduzir cinco cabeças tão incríveis e diferentes. Mas sei que será um trabalho extremamente gratificante ter que enfrentá-las - declarou Nilton.

- Você viu que ele disse "enfrentar"? - indignou-se Bety Lago, que deu início a uma discussão que mais parecia uma versão ao vivo do "Saia Justa".

Mas entre as novidades, Ana Carolina adiantou que pretende levar sua música ao programa. Questionadas sobre o porquê de aceitar o convite, a cantora explicou:

- Sempre assisti ao programa e me identifiquei desde a primeira vez que vi. Quando surgiu o convite fui conversar com a minha mãe e ela falou "é claro que você vai aceitar, né?". Então não tive dúvidas.

- Já eu por ausência de mãe própria, fui na onda da mãe da Ana - completou Maitê.

Entre muitas risadas e um clima de total descontração, Mônica Waldvogel fez seu habitual papel de mediadora e deu as boas vindas às novatas.

- Quando se tem algo de novo no programa, tudo se altera. E essas combinações de personalidades são sempre estimulantes, tanto para nós que trabalhamos, como para o espectador - finalizou Mônica sob o aplauso de todas.

Fonte: O Globo

0 comentários:

Comenta..vai!

7 de julho de 2006

0

Na voz de Ana Carolina

Posted in
A cantora e compositora mineira Ana Carolina chega à Fortaleza neste sábado (8), à noite, no Siará Hall, para encerrar a turnê Estampado – Um Instante que não Pára, com canções do terceiro CD Estampado. No palco, a cantora é dirigida por Enrique Diaz, trazendo elementos novos como projeções e apresentando uma banda que lhe acompanha há dois anos


Um instante que não pára 

Ela abocanhou os troféus de melhor cantora e melhor CD (Ana Carolina & Seu Jorge) no Prêmio Multishow 2006, está confirmada como a nova debatedora do programa Saia Justa no GNT, a partir de agosto, e prepara o quinto CD da carreira com previsão de lançamento para novembro. A cantora e compositora mineira Ana Carolina dá provas de que ultrapassou a armadilha de um grande hit logo no início da carreira, depois do estouro da música Garganta (Totonho Villeroy), do CD de estréia Ana Carolina, (BMG/1999), da trilha da novela global Andando nas Nuvens, além das comparações com Cássia Eller e Zélia Duncan.

De lá para cá, a cantora lançou Ana Rita Joana Iracema e Carolina (2001), Estampado (2003) e o já citado Ana Carolina & Seu Jorge (2005). Estes dois últimos renderam ainda três DVDs. Hoje Ana Carolina soma mais de 1.200.000 discos vendidos e prestígio entre a cúpula da MPB, em parcerias com Chico Buarque e João Bosco e gravação na voz de Maria Bethânia (Pra rua me levar, no disco Maricotinha).

A mineira de Juiz de Fora chega à Fortaleza neste sábado (8), à noite, no Siará Hall, para encerrar a turnê Estampado – Um Instante que não Pára, com canções do terceiro CD Estampado. Em estúdio, gravando o seu próximo CD, ainda sem título e a ser lançado no próximo novembro, Ana Carolina não concedeu entrevista para este show. No palco, a cantora é dirigida por Enrique Diaz, trazendo elementos novos como projeções e apresentando uma banda que lhe acompanha há dois anos em turnê pelo Brasil e Estados Unidos.

Para levar o repertório ao palco, Ana, que assina a direção musical do show junto do seu parceiro Dunga (baixo), cercou-se de mais cinco músicos: Cesinha (bateria), Enio Taquari (percussão), Vinícius Rosa (guitarra), Carlos Trilha (teclados) e Lui Coimbra (cello). Os músicos exploram o jogo de contrastes que marca Ana, a mistura de sons eletrônicos com cordas, de delicadeza com força e de sofisticação com simplicidade.

A marca registrada de Ana – o pandeiro, desta vez, ganhou um destaque na versão para o show da música Vox Populi, onde ela coloca Marcelo Costa, Leonardo Reis, Lui Coimbra e Dunga tocando pandeiro junto com ela. Destaca-se também 2 Bicudos, onde Marcelo Costa e Leonardo Reis tocam cajon com direção de movimento de Kike Diaz.

Desta vez, Ana canta, toca violão de cordas de aço e nylon, guitarra e pandeiro e traz para o público 20 músicas, entre elas, muitas que foram sucessos em seus discos anteriores e algumas que ganham, agora, novos arranjos. Garganta terá o violoncelo de Lui Coimbra que tocará, pela primeira vez, seu próprio arranjo ao vivo, e Quem de nós dois será com três violões, violoncelo e percussão. E, ainda, Pra Terminar e Ela é bamba. Mas a maior parte do show traz canções do CD Estampado: Vestido Estampado, Encostar na Tua, Elevador, Hoje eu tô sozinha e Bicudos, além de Pra rua me levar interpretada por Ana com voz e piano.

Com Vestido Estampado, a cantora faz uma homenagem aos sambistas antigos, quando faz uma versão com voz, violoncelo e isqueiro (a caixa de fósforo dos dias de hoje). Desta vez, haverá um único texto da poeta Stella do Patrocínio, uma louca que vivia num hospício. O cenário de Marimba, que transforma o palco em uma caixa, valoriza a idéia do Estampado quando aposta em uma grande tela ao fundo com uma textura de lona de caminhão usada, remendada e com várias cortinas de voal.

SERVIÇO
Estampado – O Instante que não Pára – show da cantora e compositora Ana Carolina. Sábado (8), a partir das 22 horas, no Siará Hall (Avenida Washington Soares, 3199 – Édson Queiroz). Ingressos de pista à venda nas lojas Bunnys e de camarote no Siará Hall. Preços: R$ 25,00 (primeiro lote), R$ 70,00 (camarotes inferiores) e R$ 60,00 (camarotes superiores). Informações: 3230 1917.

Fãs em ansiedade total
Os colegas de trabalho de Rômulo Jácome de Mesquita, 29 anos, já não aguentam mais. Esta semana ele não pára de escutar as mesmíssimas músicas. Funcionário do Departamento de Engenharia de Transportes da Universidade Federal do Ceará, Rômulo deixou de lado os CDs de Marisa Monte e Adriana Calcanhoto para render homenagem a sua diva maior: Ana Carolina. Tudo porque é chegada a hora de ver (e ouvir) a cantora e compositora mineira de MPB ao vivo. Ela sobe ao palco do Siará Hall, amanhã à noite, no show Estampado o Instante que não Pára, com músicas do DVD homônimo lançado em 2004 e do CD Estampado de 2003. "O povo do meu trabalho diz que não vê a hora de passar esse show", ri. "Eu tô um pouco ansioso. É o show que eu vou conhecer todas as músicas. Pretendo cantar muito", promete o fã.

Para o estudante Junior Holanda, 19 anos, morador da Parquelândia, essa tal ansiedade é ainda maior. "Eu sou fã desesperado. Escuto o CD milhões de vezes como se fosse a primeira vez", admite sem acanhamento. Associado do fã-clube Papel Fuleiro, Junior acompanha há dois anos – quase diariamente – o que acontece na carreira da cantora. E, de quebra, relaciona-se com outros fãs pela Internet, no site de relacionamento Orkut (a principal comunidade, "Ana Carolina", já soma 339.736 participantes). A paixão é tanta que o estudante deciciu ter aulas de violão para tocar os sucessos da cantora. "Comecei totalmente influencidado por ela. Isso acontece muito com muitos fãs dela", explica.

Fã incondicional da persona e da artista, Junior aprova a postura da cantora ao assumir publicamente a bissexualidade. "Ela ajudou a quebrar um tabu de muitos jovens que são bissexuais e tinham medo de se assumir, e, como artista, ela é maravilhosa", opina. Ávido por um pedacinho de Ana Carolina, seja por foto ou autógrafo, o fã ainda planeja acompanhar a
chegada da cantora ao aeroporto. "Eu ainda não sei direito o horário, ainda tô tentando confirmar, mas, se for necessário, eu fico de plantão lá", diz cheio de disposição.

Isso é que é sorte!
Para quem é fã de carteirinha, pegar um autógrafo e tirar uma foto ao lado do ídolo já é um momento de glória. Agora imagine ser homenageada por ele. A carioca Carolina Glauco, 25 anos, estudante de Direito, teve essa sorte (ou mérito mesmo). Participou da gravação do DVD Estampado, de Ana Carolina, em 2003, no Largo da Carioca, no Rio de Janeiro, em show em praça pública. Coordenadora do fã-clube Papel Fuleiro, fundado há cinco anos e que reúne cerca de 25 mil associados em todo o Brasil, ela e a coordenadora de outro clube, o Avesso, foram homenageadas pela cantora. O DVD ainda contou com gravação de depoimento e cenas do dia-a-dia da fã carioca na sua casa. "Foi meio surpesa, não esperava até porque poderiam ser outras pessoas do fã clube. E rolou né? Foi emociante", conta por telefone do Rio de janeiro à reportagem de O POVO. No dia da gravação, a fã chegou ao Largo da Carioca às sete horas da manhã e passou o dia inteiro lá, com sol a pino. Segundo ela, foi bem cansativo e não houve tempo para se aproximar e conversar com Ana Carolina, por conta da correria. Mas, é lógico, a experiência valeu a pena. "Nunca vou esquecer", diz.
À flor da pele
"É o primeiro show dela que vou assitir. Espero que ela coloque no show a música do projeto dela com seu Jorge, aquela musica É isso aí, que tá mais popularizada, as outras mais antigas como Nada pra mim, são músicas muito bonitas. Também tem uma música dela que eu gosto muito é Vox Populi, a letra dela é muito legal, do álbum Ana Carolina. O público dela é do pessoal que gosta de MPB. É um show mais selecionado. As músicas dela não são todas tão conhecidas, como o dos outros shows que vão ter por lá (Siará Hall), como O Rappa e um pagode que vai ter. Não é todo mundo que conhece o álbum todo, conhece mais Garganta, o que tem em música de novela. Mas ela tem músicas incríveis"
Ticianny Oliveira, 24, gerente dos Correios, moradora da Barra do Ceará
"Quando começou a tocar as músicas na novela, aquela Nada Pra mim, foi que eu comecei a gostar do som, e procurei saber quem era a cantora. Isso já tem uns cinco ou seis anos. Tem bastante tempo que eu acompanho a carreira dela. É a primeira vez que eu vou no show dela, todas as vezes que ela veio eu não tava na cidade, daí, dessa vez coincidiu, finalmente. Eu espero que ela cante músicas novas, que ela fez nessa parceira com o seu jorge, por que as mais antigas são mais repetidas. Espero que ela leia alguma coisa interessante, ela sempre lê nos shows uns textos, incrementa bastante o show, fica mais interessante ainda. Eu gosto demais de Sinais de fogo, muito legal, animada, espero que ela cante. Anima mais quando ela canta uma música que você gosta mais, você fica mais empolgada no show"
Karyne Rodrigues, 21, universitária Direito, moradora da Aldeota
Fonte: Herida MC

0 comentários:

Comenta..vai!

2 de julho de 2006

0

Ana Carolina em Fortaleza

Posted in
A cantora Ana Carolina faz o primeiro show nacional das férias, no próximo sábado no Siará Hall. Já no quesito festa, a dica é curtir todos os beats eletrônicos da primeira prévia do Ceará Music na FW/Eletronic, sexta, no Mucuripe. A festa traz os DJs Marky, Chris DB, Sub6 , LuiJ, Snoop & Xis, Leozinho, além da irreverente banda Montage.
 Informações: (85) 3230.1917

Fonte: Diário do Nordeste

0 comentários:

Comenta..vai!

“Eu respeito muito a música e ela me dá isso de volta...”- Ana Carolina