27 de maio de 2012

DVD 'Ensaio de Cores' pinta um quadro de indecisão na carreira de Ana

Posted in
Posto nas lojas pela gravadora Sony Music seis meses após o lançamento do homônimo CD ao vivo, o DVD Ensaio de Cores / Ao Vivo não exibe o melhor registro audiovisual de um show de Ana Carolina. Diretor da filmagem, o cineasta José Henrique captou de forma eficiente a apresentação feita pela cantora no Citibank Hall do Rio de Janeiro (RJ) em 3 de setembro de 2011. Mas sem jamais roçar o brilho obtido por Rodrigo Carelli na captação e edição das imagens do show Dois Quartos (2007). O DVD Multishow ao Vivo - Dois Quartos (2008) tornou mais sedutor um show a rigor irregular como o álbum duplo de 2006 que o gerou (ainda que o show tenha sido dirigido com requinte por Monique Garbenberg). Sem aumentar o poder de sedução do (bom) show  Ensaio de Cores, estreado em julho de 2010 em São Paulo (SP), o DVD Ensaio de Cores / Ao Vivo apenas exibe o que foi mostrado no palco pela cantora e o trio feminino formado por Délia Fischer (piano), Gretel Paganini (violoncelo) e LanLan (bateria). De todo modo, Fonseca jamais pode ser responsabilizado por Ensaio de Cores pintar um quadro de indecisão na carreira de Ana Carolina. Na gravação ao vivo, feita em uma apresentação ligeiramente menos envolvente do que os shows das duas anteriores temporadas cariocas, Ana parece se debater entre bem-vindas conexões com a MPB - Azul (Djavan), Força Estranha(Caetano Veloso) e Violão (Sueli Costa e Paulo César Pinheiro) reiteram a personalidade e a força com que a  intérprete se apropria de obras alheias - e a necessidade de continuar gravando canções de apelo (pop)ular como Problemas (Ana Carolina, Dudu Falcão e Chiara Civello) - alocada em forma de clipe no DVD, pelo fato de não ter sido incluída no roteiro da gravação ao vivo - e a balada Simplesmente Aconteceu (Chiara Civello e Dudu Falcão), atual faixa promocional do projeto. Músicas que não estavam no roteiro original do show, no qual a compositora apresentou o samba Pra Tomar Três, sua primeira parceria com o geralmente inspirado Edu Krieger. Em seu próximo álbum de inéditas, o sexto de trajetória fonográfica que foi ficando irregular por conta da necessidade empresarial de garantir presença nas paradas populistas, Ana Carolina deve(ria) abrir ainda mais o leque de parceiros - no qual já está o genial Guinga - para seguir outras trilhas e evitar que sua obra autoral chegue a um irreversível ponto de exaustão. Ora em DVD que exibe nos extras o videokê de Encostar na Tua  (Ana Carolina) e quadro sobre as pinturas da artista (musas inspiradoras do show), Ensaio de Cores deixa claro que há outros tons a serem explorados pela voz potente de Ana Carolina.


Fonte: Blog Notas Musicais

“Eu respeito muito a música e ela me dá isso de volta...”- Ana Carolina