28 de junho de 2012

Ana Carolina mescla música e arte em novo projeto musical

Posted in

Telas pintadas pela cantora acompanham a turnê de lançamento do álbum 'Ensaio de Cores', que faz temporada no Vivo Rio e depois se estende a outras cidades

Uma mistura de solidariedade, arte e música dá origem ao que foi batizado, pela cantora mineira Ana Carolina, de Ensaio de Cores, um projeto ousado, que permite reunir, em um único show, exposição de quadros, todos criados por ela, e muita MPB. A ideia surgiu quando a compositora, multi-instrumentista e, agora, artista plástica começou a criar imagens em cima de quadros brancos, numa tentativa de se refugiar das longas horas de gravação em estúdio.  Segundo ela, a pintura se instalou fortemente em seu cotidiano em 2002, pouco antes do lançamento de Estampado, um álbum tão “emocionalmente conturbado”, como ela mesma define, a ponto de fazê-la criar uma tela para cada canção, crescendo paralelamente ao seu trabalho musical.
“Para aliviar a sensação aflitiva do registro das canções em estúdio, eu pintava para ver aquelas canções que só ouvia. De lá pra cá, não parei mais. A pintura elimina involuntariamente os limites que conheço e que invento para a música. Não estou em busca somente da beleza, quero, sobretudo, a comunicabilidade visual”, explica a cantora.
Em dez anos de prática, o estoque já era suficiente para uma exposição, então por que não fazê-la? Na turnê de lançamento do álbum Ensaio de Cores, que faz temporada no Vivo Rio na sexta (29) e no sábado (30), não são apenas as meninas da banda, Délia Fischer, no piano, Gretel Paganini, no violoncelo, e Lanlan, na percussão e bateria, que acompanham Ana Carolina nas apresentações. As telas também entram na bagagem e podem ser conferidas e compradas na parte externa da casa de espetáculo, o chamado “foyer”.
O principal objetivo do projeto, contudo, está ligado a uma ação solidária, em prol da Associação de Diabetes Juvenil (ADJ), entidade localizada em São Paulo e sem fins lucrativos, que recebe parte da renda adquirida com a venda dos quadros.
Aos 16 anos, Ana Carolina descobriu ser diabética, o que a restringiu de comer e fazer muita coisa que gostava. A doença impossibilitou, também, que ela viajasse a Roma para assinar um contrato que daria uma guinada na sua jovem carreira. Mas, ao descobrir que Ana tinha diabetes, o autor do convite, o italiano Máximo Pratesi, desistiu de fechar o negócio. Apesar de frustrada com a atitude preconceituosa, a cantora continuou batalhando em solos nacionais.
Os frutos desse esforço já foram colhidos e até premiados. O último deles, Ensaio de Cores, apesar de novo, já emplacou uma música na dramaturgia brasileira. O hit Problemas foi tema dos personagens Esther (Júlia Lemmertz) e Paulo (Dan Stulbach), na novela Fina Estampa. Outras composições, não menos conhecidas, fomentam o álbum, que traz 16 gravações, com clássicos de sua trajetória musical e releituras de nomes renomados, como Caetano Veloso e Roberto Carlos. Entre os títulos estão Força Estranha, Stereo, Pra Tomar Três, Alguém Me Disse, As Telas e Elas, Carvão, e Raio das Cores, caracterizados em formato acústico e intimista.
Devido ao grande sucesso da turnê, foi possível a gravação do DVD, intitulado Ensaio de Cores Ao Vivo, no ano passado, quando deixou o espaço do Citibank Hall abarrotado de fãs, entre eles, muitos famosos. Antes mesmo de sair nesse formato, o registro do show foi editado em vinil, sendo o primeiro da discografia de Ana Carolina. A recepção calorosa trouxe de volta a cantora aos palcos da Cidade Maravilhosa, onde veio lançar o projeto, no último final de semana, no Vivo Rio.

Ana Carolina e a MPB
O intervalo de tempo que decretava o fim da bossa nova e o surgimento de um novo estilo musical, a MPB, também marcava a data de nascimento de uma cantora que seria, mais à frente, umas das mais influentes no gênero. Desde os 18 anos, quando iniciou profissionalmente sua carreira musical, ela acumula uma extensa lista de prêmios, como o de Melhor Cantora, Melhor CD, Melhor Música de Novela, Melhor Show, Cantora Revelação, sendo, por muitas vezes, premiada mais de uma vez na categoria.
A consagração no meio artístico não poderia ser diferente. Criada numa família de muitos artistas, Ana tinha, além do dom no sangue, a influência de João Bosco, Chico Buarque, Maria Bethânia, Gilberto Gil, Nina Simone, Björk, Madonna e Alanis Morissette, com os quais buscava a inspiração para montar o repertório que desfilaria pelos bares de Juiz de Fora, cidade em que nasceu. Entre uma apresentação e outra, começou a compor suas próprias músicas e passou a explorar todo o Estado, onde se apresentou em diversos bares da Zona da Mata em busca do reconhecimento nacional. Mas, até esse feito, Ana Carolina, com apenas 12 anos e uma voz grave e de grande extensão, se fazia amadora no palco improvisado dentro do salão de beleza que sua mãe era proprietária, onde já demonstrava profunda intimidade com a música ao entoar versos de Caetano. Junto ao vocal de qualidade, a artista agregou o pandeiro, o baixo, a guitarra, o piano e o violão, este último aprendeu a tocar sozinha, buscando a união de diversos gêneros, que vão da bossa nova ao tango eletrônico.
Quando comemorou 10 anos de carreira, em 2009, a cantora registrava uma marca de cinco milhões de CDs e DVDs vendidos, que englobam Ana Carolina, o primeiro deles, Ana Rita Joana Iracema e Carolina, seguido por Estampado, com um estilo mais voltado para o rock, Perfil – Ana Carolina, Ana & Jorge, uma parceria de sucesso com o cantor Seu Jorge, Dois Quartos, Multishow ao Vivo: Dois Quartos, com releituras do álbum anterior, e N9ve, produzido especialmente para comemorar uma década de estrada.
O mais novo deles, Ensaio de Cores, ainda está sendo apresentado para o Brasil e traz as mesmas expectativas dos trabalhos anteriores, que a garantiu a capacidade de transformar o minúsculo salão de beleza de sua mãe em grandiosas e bem prestigiadas casas de shows.
Serviço: O Vivo Rio fica na Av. Infante Dom Henrique, 85, Aterro do Flamengo, Rio de Janeiro. Preço: R$ 30 a R$ 180. Mais informações pelo telefone 2272-2919.
Fonte: O Fluminense

“Eu respeito muito a música e ela me dá isso de volta...”- Ana Carolina